CPEABRASIL-OS PEIXES

BARRACUDA, BICUDA

BARRACUDA
Nome científico: Sphyraena barracuda

Nomes populares: Barracuda, Bicuda, Bicuda branca, Goriana, Pike, SaltaWater Pike, Sea Tiger, entre outros.

Modalidades de pesca: Basicamente, podemos pescar a barracuda de duas formas: Utilizando-se iscas artificiais na modalidade de corrico (embarcado ou não) e através da utilização de iscas naturais (parati ou sardinha) na modalidade pesca "fundeada" ou "de espera". A primeira modalidade é sem dúvida a mais emocionante e esportiva... É comum pescarmos de corrico através da utilização de embarcações para fazermos o costeio ao redor de ilhas, recifes e costões. Para isto, soltamos duas ou mais iscas artificiais a uma distância entre 25 e 50 metros do barco, com este se movimentando a uma velocidade entre 8 e 12 km/h. Outra forma de fazermos o corrico embarcado é aproximando-se de ilhas e costões, aonde forma-se bastante espuma devido à ação das ondas e arremessamos iscas artificiais o mais próximo possível das pedras, recolhendo em seguida... Para tanto é imprescindível haver um piloteiro experiente no comando do motor (que deverá estar sempre em funcionamento e em perfeitas condições de uso), uma vez que é necessário movimentar-se rapidamente o barco quando este se aproxima muito das pedras. A pesca de corrico desembarcada é menos comum para pescarmos a barracuda, porém já capturamos alguns exemplares de pequeno porte através do arremesso de iscas artificias em costões rochosos. Atenção! A barracuda possui dentes grandes e muito afiados, portanto, todo cuidado é pouco ao liberar o peixe do anzol...

Equipamentos mais utilizados: Para pesca de corrico embarcada, utilizamos varas de pesca em fibra de vidro ou de carbono com comprimentos entre 1,3 e 2,2 metros, de ação média à pesada. Utilizamos em geral, molinetes de ação pesada, com capacidade para até 220 metros de linha 0,57mm. Para pesca de corrico desembarcada, os molinetes são os mesmos utilizados na pesca embarcada, porém, as varas de pesca por nós utilizadas são de fibra de carbono, ação pesada, com comprimentos entre 3,9 e 4,6 metros, que são mais apropriadas para arremesso à longa distância.

As iscas artificiais que utilizamos são bastante variadas, dependendo exclusivamente das condições do tempo, do mar e da vontade dos peixes...

Os maiores exemplares capturados: A barracuda não é muito abundante na nossa região, porém já capturamos alguns exemplares com até 2,0kg de peso. Isto é pouco, uma vez que a barracuda pode atingir mais de 2 metros de comprimento e a pesar 50kg!

BADEJO

BADEJO
Nome científico: Mycteroperca bonaci

 

Nomes populares: Badejão, Serigado, Aguaji, Bonaci Arara, entre outros.

Modalidades de pesca: O badejo pode ser pescado com iscas artificiais de meia-água e principalmente de fundo ou com iscas naturais. A modalidade com iscas naturais é a mais utilizada na nossa região, quando o pescador utiliza o parati ou a sardinha já mais "passados" como isca principal. A pesca é realizada no fundo, em geral embarcada com o barco posicionado sobre recifes de pedra ou embarcações afundadas (Pode ser realizada nos costões também). Utiliza-se material forte com ação média à pesada porque o badejo costuma entocar quando fisgado, e aí a coisa complica...

Equipamentos mais utilizados: Para pesca embarcada utilizam-se varas de pesca de ação média à pesada com molinete ou carretilha de igual ação. Linhas fortes , em geral 0,7 à 1,0mm. É bastante comum na nossa região a utilização de linhadas de mão para pesca do badejo e da garoupa porque segundo os habitantes da região, assim o peixe não tem tempo de fugir e entocar... Haja braço e mão!

Os maiores exemplares capturados: O badejo é um peixe de grande porte, podendo atingir até 1,5 metro de comprimento e a pesar mais de 90kg, segundo a literatura. Na ilha de São Francisco do Sul-SC, já presenciamos a captura de badejos de mais de 130kg de peso, através de espinheis colocados na desembocadura da baía de São Francisco do Sul com o mar.

ANCHOVA, ENCHOVA, BLUEFISH

ANCHOVA - Bluefish
Nome científico: Pomatomus saltatrix

 

Nomes populares: ANCHOVA, ENCHOVA, ANCHOA, MARISQUEIRA, ENCHOVETA, ANCHOVETA, entre outros.

Modalidades de pesca: Basicamente, pescamos a anchova de duas formas: Utilizando-se iscas artificiais na modalidade de corrico (embarcado ou não) e através da utilização de iscas naturais (parati ou sardinha) na modalidade pesca "fundeada" ou "de espera". A primeira modalidade é sem dúvida a mais emocionante e esportiva... É comum pescarmos de corrico através da utilização de embarcações para fazermos o costeio ao redor de ilhas, recifes e costões. Para isto, soltamos duas ou mais iscas artificiais a uma distância entre 25 e 50 metros do barco, com este se movimentando a uma velocidade entre 8 e 12 km/h. Outra forma de fazermos o corrico embarcado é aproximando-se de ilhas e costões, aonde forma-se bastante espuma devido à ação das ondas e arremessamos iscas artificiais o mais próximo possível das pedras, recolhendo em seguida... Para tanto é imprescindível haver um piloteiro experiente no comando do motor (que deverá estar sempre em funcionamento e em perfeitas condições de uso), uma vez que é necessário movimentar-se rapidamente o barco quando este se aproxima muito das pedras. Para pesca de corrico desembarcada, muito apreciada por nós, efetuamos o arremesso das iscas artificiais diretamente das pedras dos costões existentes na nossa região. Da mesma forma que o corrico embarcado, arremessamos e recolhemos as iscas artificiais ininterruptamente até sentirmos aquele "tranco" característico quando a anchova ataca a isca em movimento... Aí é muita adrenalina e uma boa briga entre o peixe e o pescador...

Durante o período do verão, podemos pescar a anchova utilizando-se linhas boiadas com um único anzol tamanho 5/0 à 8/0, devidamente encastoado com cabo de aço, utilizando-se pedaços de sardinha ou parati.

Equipamentos mais utilizados: Para pesca de corrico embarcada, utilizamos varas de pesca em fibra de vidro ou de carbono com comprimentos entre 1,3 e 2,2 metros, de ação média à pesada. Utilizamos em geral, molinetes de ação pesada, com capacidade para até 220 metros de linha 0,57mm. Para pesca de corrico desembarcada, os molinetes são os mesmos utilizados na pesca embarcada, porém, as varas de pesca por nós utilizadas são de fibra de carbono, ação pesada, com comprimentos entre 3,9 e 4,6 metros, que são mais apropriadas para arremesso à longa distância.

As iscas artificiais que utilizamos são bastante variadas, dependendo exclusivamente das condições do tempo, do mar e da vontade dos peixes...

Os maiores exemplares capturados: Segundo a literatura e os conhecedores do assunto, a anchova pode atingir até 1,2 metros de comprimento e a pesar 20kg.

Posts recentes → Home